Quinta-feira, 5 de Junho de 2008

Sofrimento III

"E iniciou também uma luta desmedida contra colegas e contra ele próprio, sem pensar nas consequências.

Oscilando entre a candura de um escondido carinho e a abrupta rigidez brutal, o Fábio percorria os dias com dificuldade. às vezes, simples plamada no ombro era suficiente.

Mais tarde soube a razão verdadeira de tais desenlaces: a cave escura, as ameaças e as suas fugas eram prática comum num mundo que por vezes de mais ignoramos na nossa ignorância falaciosa. É mais fácil não acreditarmos do que o querermos acreditar.

Li há muito tempo, que o medo é um instinto de auto-preservação animal. Imaginemos agora o medo constante."

1 comentário:
De Paulo Topa a 5 de Junho de 2008 às 23:33
E quantos dos que se cruzam todos os dias connosco têm histórias semelhantes ou, pelo menos, muito más?


Comentar post

sobre mim

Procura atenta

 

Setembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
22
23
24
25
26

27
28
29
30


Recentemente...

Back

Leituras

Anúncio Durex

Arte 2

Arte 1

E ouro?

Afinal Deus é um brincalh...

Briba

E outra vez gatos

Darth Pope

No antigamente

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

tags

todas as tags

Outros sítios

subscrever feeds